Palavra do Pastor

Tempo de Restituição

Lev. 25:8-10/ Gal. 5:1

Tempo de restituição, pois estamos no ano do Jubileu, que nos originais da Bíblia, vem da palavra SHOFFAR.

O povo de Israel recebeu a lei do jubileu para receber o descanso e as bênçãos liberadas sobre a nação da parte de Deus:

1ª palavra: Tocar a trombeta para expiação.

2ª palavra: Santificação.

3ª palavra: Pregar a Liberdade.

Quando somos restituídos?

Reconhecendo Cristo como nosso Salvador. Recebendo seu perdão e justificação. Não é possível entrar no descanso de Deus sem confessarmos nossos pecados (expiação).

O ano do jubileu no calendário judaico iniciou em setembro de 2015 e vai até setembro de 2016.

Profeticamente este ano o Senhor quer trazer a libertação completa da sua Igreja. Os sinais proféticos dizem que estamos nos aproximando da volta de Jesus.

O que ele quer para a Igreja?

A liberação de graça e poder para que possamos resgatar o que nosso inimigo nos roubou.

A vida vitoriosa está a nossa disposição, mas precisamos buscar mais intensamente a nossa libertação. É necessário identificarmos áreas da nossa vida que ainda não desfrutam desta plenitude de graça.

Há um toque de trombetas nos convidando a pegarmos de volta o que se perdeu nas batalhas pessoais, familiares, na saúde, no relacionamento com o Pai.

Há um som do céu a ser ouvido pela Igreja. A vida eterna começa quando cremos em Jesus.

Alguns cresceram, outros aceitaram Jesus mas estão presos aos costumes e práticas do Egito (mundo) e Faraó (Senhor das Trevas).

Outros estão nos desertos sem perspectivas da conquista da liberdade e de Canaã.

O convide de Deus é: Viva o Jubileu! Viva a Liberdade! Tome posse da Restituição.

Ap. Oneida E. Bucco

Veja Também

Festa Junina, meu filho pode participar?

Artigos

O Campeonato PIB Imperial de Futebol 2017 vem aí, faça sua inscrição

Notícias

ENQUETE: Atualmente, qual é a maior dificuldade que você enfrenta para se relacionar com Jesus? O que te impede de avançar?

Notícias

Curso de Consolidação – Capítulo 12

Artigos

FAÇA SEU COMENTÁRIO